Opiniões Globais sobre as Características de um Bom Pastor

Pregue a palavra, esteja preparado a tempo e fora de tempo, repreenda, corrija, exorte com toda a paciência e doutrina. – 2 Tim. 4:2

Por toda a Bíblia — especialmente no Novo Testamento — vemos enunciadas as características de um líder espiritual . Paulo, em particular, tinha muito a dizer sobre o assunto. Todavia, quando a teoria tem de ser praticada, como os membros da igreja percebem estas características em seu pastor? Tem eles demonstrando as características de um "bom" pastor?

Como já discutido em blogs anteriores, em 2013, o Departamento de Arquivos, Estatística e Pesquisa da Associação Geral supervisionou uma pesquisa com membros da igreja em todo o mundo. O estudo teve o objetivo de avaliar as experiências e opiniões dos membros sobre diferentes aspectos da vida no âmbito espiritual, bem como participação deles na Igreja Adventista do Sétimo Dia. Uma das áreas pesquisadas foi a das opiniões dos membros da igreja sobre os traços de personalidade que caracterizam um pastor bom e forte.

Quando solicitados a descrever seu pastor:

• Mais de dois terços (68,8%) dos entrevistados indicaram que seu pastor é entusiasmado com o ministério; além disso, sete em cada dez (70,8%) entrevistados acreditam que seu pastor demonstra uma verdadeira liderança espiritual na comunidade da igreja.

• Um pouco mais de três dos cinco (63,5%) acham que o pastor é criterioso em seus deveres pastorais.

• Quase dois em cada três (65,7%) acham  que o pastor é prestativo em momentos de necessidade.

• Quase dois terços (65%) disseram que consideram o pastor uma pesssoa inspirada, enquanto quase três quartos (71,3%) indicaram que o consideram um bom pregador.

• Quase metade (49,2%) dos entrevistados compartilhou que o pastor ocasionalmente visita os membros da igreja em suas casas.

• Quase três em cada cinco (58%) dos membros acham que seu pastor é atento às necessidades dos outros.

• Apenas três dos cinco (61,1%) responderam que o pastor é receptivo a novas idéias

Quando perguntados sobre a importância das qualidades espirituais em um pastor, mais de três quartos (76,4%) dos entrevistados indicaram crer que o conhecimento bíblico e teológico é muito importante ou bastante importante. Uma porcentagem ainda maior (79,9%) compartilhou que eles acreditam que é muito importante ou bastante importante que seu pastor enfatize o desenvolvimento espiritual e o crescimento, enquanto 81,7% acham que a pregação e o ensino bíblico são muito ou bastante importantes. No entanto, 67,2% dos entrevistados também sentiam que é muito ou bastante importante que os pastores preguem e ensinem sobre temas contemporâneos.

Quando perguntados sobre o estilo interpessoal de um pastor, os resultados foram divididos quase pela metade: 52,3% dos entrevistados disseram que sentem que é muito ou bastante importante que os pastores tenham um estilo interpessoal descontraído, enquanto 53,2% compartilharam que eles sentem que é muito ou é bastante importante que os pastores tenham um estilo formal quando se trata de interações interpessoais. Além disso, mais da metade (52%) dos participantes responderam que é muito ou bastante importante que um pastor seja reflexivo e reservado, enquanto um número maior (66,2%) indicou que era muito ou bastante importante que um pastor fosse extrovertido e socialmente envolvente.

Os entrevistados também indicaram que é muito ou bastante importante que:

• um pastor seja alguém que conforte e transmita segurança  (73%)

• um pastor considere os sentimentos dos outros acima das metas (63,1%)

• um pastor ajude as pessoas a descobrirem as coisas por si mesmas (64,2%)

• um pastor aconselhe as pessoas sobre o que fazer (71,9%)

As divisões norte-americana (DNA) e transeuropeia (DTE) também participaram deste estudo. Embora suas variáveis não estivessem disponíveis para adicionar ao conjunto de dados das sete divisões, seus dados foram apresentados nos relatórios de pesquisa das divisões. Em comparação com as respostas acima, 84% dos entrevistados da DNA e 79% dos entrevistados da DTE disseram que seus pastores eram muito ou bastante entusiasmados com o ministério.

Ser pastor é uma tarefa difícil, e é impossível atender às expectativas e exigências de todos os membros da igreja. Todavia, se um pastor continuamente mostra Jesus para sua congregação — isso é o que realmente importa!

Para mais dados sobre cada divisão individualmente e para consultar nossos Relatórios de Pesquisa de Membros da Igreja, clique aqui <http://www.adventistresearch.org/research_reports>