Dados Recentes: Opiniões a Respeito da Doutrina do Santuário

Se lhe fosse pedido para esplicar sobre o Juízo Investigativo e a doutrina Adventista do Santuário, você por acaso saberia por onde começar? Embora amplamente aceito nas igrejas adventistas, o assunto é complexo. Este ensino, no entanto, estabelece a base para muitas outras crenças Adventistas e enfatiza muitas idéias sobre as quais a Igreja Adventista está construída.

Todavia, é esta doutrina aceita pelos os membros da igreja? Ademais, podem eles compreendê-la verdadeiramente?

Em 2013 uma pesquisa realizada com membros da igreja ao redor do mundo, mostrou que havia algum grau de incerteza sobre a doutrina do santuário. Por exemplo, quando perguntados sobre o que achavam da crença de que o juízo pré-advento começou em 1844, apenas 62% dos membros da igreja relataram que o aceitaram totalmente. O restante da amostra relatou ter algum grau de incerteza sobre o assunto: 13% disseram que o aceitaram porque a Igreja o ensina e um em cada dez entrevistados disse ter algumas dúvidas sobre o assunto. Além disso, 5% dos entrevistados disseram que tinham grandes dúvidas sobre essa crença e o restante não a aceitaram (6%) ou a consideraram irrelevante (4%). 

Na versão de 2018 desta pesquisa (GCMS), os pesquisadores introduziram mais questões sobre o santuário, dada a aparente incerteza expressa pelos membros da igreja em todo o mundo em 2013. Desta vez, na mesma pergunta sobre o julgamento investigativo (Q.45.02), um número um pouco maior de membros (64%) disseram que a aceitaram de todo o coração e mais pessoas (18%) disseram que a aceitam porque a Igreja a ensina assim. Outros 18% ou têm alguma dúvida, ou grandes dúvidas sobre isso, ou não o aceitaram de forma alguma. 

Foi solicitado aos membros ao redor do mundo que respondessem à declaração: “A doutrina do Santuário é vital para a Teologia Adventista” (Q42.28). Mais da metade (56%) dos entrevistados ao redor do mundo concordam fortemente com a afirmação e outros 31% relataram concordar com ela. No entanto, 10% admitem que não têm certeza e 4% discordam em graus varáveis.

Dada a persistente confusão e incerteza sobre o assunto, pode-se perguntar com que frequência os membros da igreja são instruídos ou relembrados dessa doutrina fundamental. Curiosamente, quando os participantes do GCMS 2018 foram questionados com que frequência ouvem sermões sobre esse tópico (Q31.06), pouco mais da metade (53%) compartilhou que os ouvem com frequência ou com muita frequência. Por outro lado, quase um terço (32%) dos entrevistados disseram que raramente ouvem sermões sobre o tema Santuário, enquanto 7% nunca ouvem. Cerca de um em cada dez (9%) estava inseguro.

Enquanto ouvir sermões sobre doutrinas fundamentais possa ser importante, mais vital ainda é que analisemos essas idéias a respeito do que sabemos sobre Deus, e o que a sua Palavra diz. Reivindicar ser adventistas significa que é importante para nós entendermos as crenças que formam o fundamento da nossa igreja. Contudo, Deus não espera nem deseja que aceitemos cegamente a doutrina; Ele almeja encontrar-se conosco onde estamos e nos quer conduzir à Verdade através do estudo da Bíblia, oração e meditação. Se você não leu pessoalmente os versículos relativos ao juízo investigativo e orou para que Deus abrisse sua mente para a Sua verdade, então talvez seja hora de fazê-lo. Este processo certamente servirá como uma experiência crescente da fé e acrescentará ao seu conhecimento o que Cristo está fazendo agora por nós no santuário celestial!

 

Leia o nosso blog anterior “Jesus: O real sentido do Natal” sobre as opiniões dos membros de Cristo como nosso advogado no santuário celestial: http://www.adventistresearch.org/blog/2018/12/keep-christ-christmas

Para mais dados sobre as pesquisas 2013 and 2018 GCMS, veja as seguintes apresentações pelo  Dr. David Trim do Escritório de Arquivos e Estatísticas e Pesquisa:

Annual Council 2013 Research Report, David Trim

2018 Annual Council - Global Church Member Survey Data Report | [Watch Video]