Reunião de Cúpula sobre Cuidado e Retenção: Construindo Relacionamentos Saudáveis

“Suponha que um de vocês tenha cem ovelhas e perca uma delas. Ele não deixa as noventa e nove no campo e vai atrás da ovelha perdida até encontrá-la?” Lucas 15: 4

Alguns meses atrás, a Associação Geral sediou a Reunião de Cúpula sobre Cuidado Retenção 2019— reunindo mais de 100 líderes de igrejas de todo o mundo para discutir questões relacionadas à retenção e cuidado de membros da igreja adventista.

A ideia central nesta conferência é que a consolidação e a retenção devem ser tratadas em conjunto, dada a importância da relação entre as duas como comunicada muito claramente em uma apresentação intitulada “Construindo relacionamentos saudáveis com membros e ex-membros” apresentada por David Trim, diretor do Departamento de Arquivos, Estatística e Pesquisa da Associação Geral.

Dr. Trim baseou-se em estatísticas feitas pela a igreja desde 1965 para chamar a atenção de todos para um problema crescente que a Igreja Adventista enfrenta: a taxa de perda líquida da igreja. Em um alarmante 39%, a taxa de perda líquida mostra que 4 de cada 10 novos membros estão abandonando a igreja.

Uma das sugestões que Dr. Trim fez no início da apresentação é que a Igreja Adventista precisa se concentrar no crescimento holístico: em outras palavras, as grandes campanhas evangelísticas precisam ser organizadas tendo em consideração os principais programas de discipulado. Dados estatísticos demonstram que as perdas acompanham o crescimento dos membros da Igreja Adventista e, embora seja importante se concentrar em levar a mensagem adventista a mais pessoas em todo o mundo, o discipulado mais intencional de pessoas que já estão na igreja é crucial para manter os membros. No entanto, para que o discipulado seja eficaz, é importante responder a uma pergunta bastante complicada: por que eles deixaram a igreja?

O Dr. Trim sugeriu no início da apresentação que os membros deixam a igreja por não se sentirem amados e não se encaixarem nela. Estão listadas em ordem de classificação ponderada, as 6 principais razões pelas quais as pessoas deixam a igreja:

  •  Hipocrisia percebida em outros membros da igreja
  •  Problemas conjugais
  •  Falta de amigos na igreja
  •  Alto nível de conflito na igreja local
  •  Outros conflitos familiares
  •  Conflitos pessoais com a igreja local

https://www.adventistresearch.org/blog/2016/05/narrow-road

Essencialmente, as pessoas passam por eventos estressantes na vida e experimentam conflitos sem uma rede de apoio apropriada na igreja. Muitas relações na vida dessas pessoas são, aparentemente, uma fonte de conflito mais do que uma fonte saudável de apoio. Esses dados são corroborados pela pesquisa de membros da Igreja Global de 2018, onde 41% dos entrevistados da igreja em todo o mundo (com um número total de respostas superiores a 60.000) dizem que foram feridos por líderes, pessoas ou incidentes em sua igreja.

Então, que tipo de atmosfera ou circunstâncias podem encorajar os membros da igreja a permanecer?

1.Treinamento de líderes e membros leigos

 Dr. Trim afirmou que mais treinamento no cuidado e discipulado dos membros da igreja poderia capacitar melhor os líderes da igreja local para lidar com os conflitos. Nesta área, a igreja mostrou alguma melhoria.

Em uma pesquisa global de 2012 com pastores, 53% afirmaram que nunca receberam treinamento sobre cuidar e manter os membros na igreja durante seu bacharelado; dos pastores com pós-graduação, novamente, 53% afirmaram não terem recebido treinamento nessas áreas em seu estudo de pós-graduação. Na Pesquisa de Membros da Igreja Global de 2018, 65% dos entrevistados, como você vê no gráfico acima, disseram que sua igreja oferece treinamento sobre cuidado e discipulado dos membros da igreja. (link para o blog sobre pastores https://www.adventistresearch.org/blog/2018/08/global-views-characteristics-good-pastor)

2. Educação Adventista

A porcentagem de ex-membros que experimentaram a educação adventista é sempre menor do que a porcentagem de membros que não freqüentaram instituições educacionais adventistas. Assim, a educação adventista se correlaciona estatisticamente com a retenção: ela prediz a continuação na membresia da igreja!

Ex-Membros: Frequentaram a Escola Primária (fundamental)

Membros atuais – 46% frequentaram uma ASD (Escola Primária) Ensino Fundamental

ASD 15.50%         Não ASD 77.40%          Ambos 7.10%

Ex – Membros: Frequentaram Ensino Médio

Membros atuais – 35% frequentaram uma ASD Ensino Médio

ASD 14.27%         Não ASD 56.69%          Ambos 5.10%

3. Sentindo-se Amado

A Pesquisa de Membros da Igreja Global de 2018 perguntou aos membros que permaneceram na igreja se eles se sentem amados e valorizados em sua igreja local.

Quase metade dos participantes da pesquisa respondeu que essa declaração de sentimento é muito verdadeira. Extrapolando a partir dos dados, mais de um terço dos membros da Igreja Adventista não se sentem realmente amados e valorizados. Essas são áreas que precisam mudar se quisermos manter mais membros em nossas igrejas locais.

Além disso, Dr. Trim salientou que há muitos ex-adventistas  em todo o mundo que são alcançáveis e podem voltar, se fizermos os esforços e mudanças apropriados. Imagine as possibilidades de ser uma igreja acolhedora, calorosa e solidária que não apenas se preocupe em manter nossos membros, mas também em reconquistar ex-membros e membros inativos da igreja. Mais de 40% dos membros inativos se identificam como nominalmente adventistas, e 8,66% são ativos em outras denominações cristãs. Curiosamente,15,67% dessas pessoas consideram-se "espirituais, mas não religiosas", que é outro potencial acesso para as igrejas locais que querem se concentrar em resgatar seus amigos. Mais importante ainda, 36% dos ex-membros da igreja classificam sua abertura para se reconectar com a igreja como “provável” e outros 19% dizem que isso dependerá das circunstâncias da abordagem. https://www.adventistarchives.org/ac2015-retention-report.pdf

Ao concluir, o Dr. Trim recomendou aos participantes da conferência que cada membro da igreja seja responsável pelo cuidado dos membros da sua própria igreja local. Parte do discipulado é fazer com que  cada seguidor de Cristo reconheça que tem deveres para com nossos companheiros discípulos. A igreja e suas organizações podem fazer mais ao  promoverem ambientes mais saudáveis e amorosos, focados em levar as pessoas a uma caminhada cada vez mais próxima de Cristo. No entanto, a responsabilidade final depende do indivíduo e do modo como crescem seus relacionamentos com os que estão ao seu redor. Como disse o Dr. Trim: “Há milhões de ex- adventistas do sétimo dia que continuam crendo naquilo em que cremos—eles  estão apenas esperando para serem alcançados e amados por nós com o amor do pastor e do pai da parábola de Lucas 15. ”

 

2019 Nurture & Retention Summit - Building Healthy Relationships with Members and Former Members, David Trim

 

 

 image source( three men laughing): https://www.pinerest.org/media/Healthy-Relationships-I.jpg