Pesquisa Global sobre Jovens Adventistas: Envolvimento na Vida e Ministérios da Igreja

 

Ninguém despreze a tua mocidade, mas sê um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza. Até que eu vá, aplica-te à leitura, à exortação, e ao ensino. Não negligencies o dom que há em ti, o qual te foi dado por profecia, com a imposição das mãos do presbítero. Ocupa-te destas coisas, dedica-te inteiramente a elas, para que o teu progresso seja manifesto a todos” (1 Tim 4:12-15). 

Ver os jovens envolvidos na vida e nos ministérios da igreja é um dos objetivos mais desejados de qualquer igreja cristã. Os jovens trazem vida e esperança às comunidades religiosas. Seu envolvimento ativo gera entusiasmo e acende a fé de que os valores da igreja continuarão, mesmo depois que a geração mais velha tiver desaparecido da cena da vida.

A Pesquisa Global para Membros da Igreja, realizada em 2017 e 2018 em todas as 13 divisões, com uma amostra total de 63.756 entrevistados, possui uma subamostra considerável de jovens adventistas que inclui 25.460 participantes ou 40% da amostra. Alguns deles (28%) se enquadram na categoria de jovens adultos de 21 a 35 anos de idade e podem ser chamados de Geração do Milênio, enquanto outros (12%) são adolescentes adventistas ou podem ser chamados de Geração Z.

Quais são as principais características dessa amostra de jovens? Ambos os sexos estão bem representados, com 2% a mais do sexo masculino na subamostra de adultos jovens e 12% a mais de mulheres na subamostra de adolescentes. A maioria dos participantes (96%) se considera adventista do sétimo dia, embora apenas 87% dos adolescentes e 91% dos jovens adultos tenham sido batizados. Uma pequena proporção de jovens (8%) e cerca de duas vezes mais jovens adultos (17%) estão trabalhando para uma organização ou igreja adventista. Curiosamente, um terço dos jovens adultos (33%) e cerca de um quarto (26%) dos adolescentes são os adventistas de primeira geração em suas famílias, o que sugere que eles foram convertidos e precisam de apoio adicional da igreja. Enquanto os adolescentes são majoritariamente solteiros, 47% dos jovens adultos são casados e 42% têm filhos com pelo menos um filho morando em casa. Um grupo muito pequeno (3%) tem filhos que não moram com os pais.

A participação desse interessante grupo de jovens adventistas na pesquisa global nos ajudou a aprender mais sobre o envolvimento deles na vida e no ministério da igreja.

O sábado é um ponto importante no calendário semanal dos jovens adventistas. Mais de dois terços deles freqüentam regularmente os cultos semanais e a Escola Sabatina, com 19% a 21% adicionais que os freqüentam quase toda semana. Por outro lado, a participação semanal em pequenos grupos ou reuniões de oração não é alta. É interessante notar que um número levemente maior de adolescentes participam de reuniões semanais de oração do que jovens adultos: isso pode ser explicado pelo fato de estarem livres de algumas responsabilidades à noite como solteiros, ou pode significar que estão acompanhando seus pais! Apenas cerca de um terço dos adolescentes freqüenta reuniões semanais de desbravadores ou jovens em suas áreas.
   

Embora 41% dos jovens de 21 a 35 anos e 37% dos entrevistados com até 20 anos tenham indicado ter um cargo em sua igreja local, aparentemente, isso não exige seu envolvimento semanalmente, como mostram os números abaixo. Apenas um pouco mais de um terço dos jovens adultos disseram que estavam envolvidos no ministério da igreja no sábado durante os últimos 12 meses, e o número de adolescentes era ainda menor — apenas 28%. A porcentagem de pessoas que ajudaram no ministério da igreja durante a semana foi notavelmente mais baixa novamente. Isso significa que apenas cerca de metade dos
frequentadores da igreja do grupo de jovens adultos estão envolvidos no ministério da igreja no sábado, enquanto a maioria dos adolescentes que freqüentam a igreja semanalmente não está envolvida em nenhum ministério na igreja. Aparentemente, os negócios da vida cotidiana impedem que a maioria dos dois grupos se envolva no ministério da igreja durante a semana também.

E quanto ao envolvimento no ministério para as pessoas que não fazem parte da Igreja Adventista do Sétimo Dia? Embora cerca de 70% dos jovens adventistas que responderam à pesquisa alegassem estar envolvidos ativamente no cumprimento da missão de sua igreja local, na prática, muitos deles não estavam envolvidos em atividades reais nos últimos 12 meses. Como mostra o gráfico abaixo, ambos os grupos foram mais ativos na formação de novas amizades com não-adventistas do que no atendimento às necessidades das pessoas da comunidade ou no testemunho delas.

No entanto, há uma tendência positiva. Uma ampla maioria dos jovens adventistas — mais de 70% dos jovens adultos e mais de 60% dos adolescentes—reconhece que ministério e serviço — quer no envolvimento evangelístico por meio de sua igreja local, quer seja no atendimento às necessidades de suas comunidades locais ou no cuidado, carinho, em recuperar ex-membros — devem aumentar. A resposta com maior pontuação de ambos os grupos foi em relação ao envolvimento pessoal na recuperação de ex-membros — cerca de 35% dos adolescentes e 41% dos jovens adultos disseram que isso aumentaria bastante. Isso sugere que eles têm amigos que deixaram de frequentar a igreja e querem trazê-los de volta. 

Obviamente, a vida dos jovens está extremamente ocupada hoje. Eles estão buscando educação, lidando com carreiras e corrento atrás de sonhos. Eles estão lidando com amizades e relacionamentos familiares, com alguns cuidando de seus filhos. Todos estão tentando aproveitar a vida ao máximo. Com estilos de vida tão ocupados, os jovens quase não têm tempo livre para o serviço. No entanto,  a Igreja precisa deles? Pode a Igreja sobreviver sem eles? Temos um grande número de jovens Adventistas que freqüentam nossas igrejas toda semana que desejam aumentar seu envolvimento na vida e no ministério da igreja. Será que a Igreja aproveitará essa chance e os ajudará a se tornar seus líderes de amanhã? Somente ao praticarem seus dons, eles poderam progredir como o apóstolo Paulo disse. Somente então, com jovens envolvidos, a Igreja terá futuro.

Para mais informações sobre os dados do GCMS de 2018 sobre jovens adventistas, clique aqui.

blog escrito por Galina Stele