A Influência da Mãe na Formação Espiritual

[Uma mãe] tem em seu poder a formação do caráter de seus filhos, para que possam ser equipados para a vida mais elevada e imortal. Um anjo não poderia pedir uma missão mais elevada; pois, ao fazer essa obra, ela está prestando serviço a Deus. Que ela apenas realize o elevado caráter de sua tarefa, e isso a inspirará com coragem.  Ellen G. White (The Signs of the Times, March 16, 1891). 

Mães. Onde estaríamos sem elas? A resposta óbvia é: "Não existiríamos!" Mas, em um sentido mais profundo, as mães fazem muito mais do que meramente nos dar vida. Eles têm o potencial de nos moldar e modelar, transformando-nos nas pessoas que nos tornamos. Mais ainda, a pesquisa continua apontando para o papel central que as mães desempenham na formação espiritual dos filhos. 

Em 2019, o Barna Group realizou um estudo com 448 adolescentes entre 13 e 17 anos (geralmente chamado de Geração Z); este estudo perguntou sobre o relacionamento dos adolescentes com diferentes membros em sua família tanto imediata e como estendida. Este relatório descobriu que “as mães — mais frequentemente do que pais, ou qualquer outra categoria de participantes frequentes nas famílias — são vistas como confidentes, prestadoras de apoio e motivadoras na formação da fé”. 1 

Pesquisas têm mostrado repetidamente que “o fator mais significativo no crescimento da fé é o lar e a maneira como Deus é retratado para as crianças através do que seus pais fazem”.2 O estudo do Barna Group se correlaciona com as descobertas já na década de 1980, indicando que as mães são o maior fator de previsão dos valores e crenças de um jovem.3 

Mães de adolescentes parecem estar muito envolvidas na vida de seus filhos. Os entrevistados do estudo do Barna Group (2019) relataram que suas mães têm maior probabilidade de fazer refeições com eles (85%), assistir TV ou filmes juntos (81%) e se envolver em confrontos (63%). Além disso, é mais provável que as mães se envolvam em conversas sobre Deus e fé (70%) e orem com seus filhos (63%) do que qualquer outra pessoa ou relacionamento na vida de um adolescente. 

Curiosamente, os adolescentes também relatam que suas mães são fontes de apoio emocional; como tal, muitos adolescentes relatam ir à mãe para aconselhamento (78%), incentivo (75%) e simpatia (72%).4 Por outro lado, os pais parecem ter um papel maior em atender às necessidades físicas / tangíveis dos adolescentes, como ajudar financeiramente (74%) e com questões logísticas (63%).5 

O estudo Valuegenesis 2, realizado na América do Norte, destacou o importante papel que o clima familiar desempenha no desenvolvimento do relacionamento das crianças com Deus e sua lealdade à igreja. O estudo também mostrou que os adolescentes percebiam que suas mães eram mais religiosas, atenciosas, compreensivas, amigáveis, solidárias e mais afetuosas em relação a eles do que seus pais. Isso contribui para a ideia de que as mães desempenham um papel importante na criação de um clima familiar específico no lar.6 

Uma correlação semelhante foi mostrada nos resultados do Estudo Valuegenesis "Europe" (2013), que revelou que o fator familiar mais forte para promover a religião intrínseca era um bom clima familiar e uma mãe afetuosa. A pontuação mais alta da religião intrínseca foi alcançada quando uma pontuação alta do clima da igreja foi combinada com uma mãe altamente afetuosa. Além disso, Gane (2013) determinou que os pais que criam seus filhos com restrições afetivas ou independência afetuosa resultarão em uma criança com altos níveis de compromisso cristão. 

Por causa dessa forte conexão emocional, os adolescentes parecem mais dispostos a trazer tópicos difíceis para suas mães. Assim, os adolescentes cristãos buscam principalmente as mães quando se trata de perguntas sobre fé (72%), a Bíblia (71%) ou coisas que os incomodam (78%). Que privilégio — e responsabilidade — para as mães experimentarem esse nível de influência sobre a formação espiritual de seus filhos! 

As mães parecem ser as principais defensoras da fé e da instrução em muitos lares. Elas são a principal fonte de incentivo à participação na igreja (79%), ensinando seus filhos sobre a Bíblia (66%), compartilhando as boas novas do perdão de Deus (66%) e transmitindo tradições religiosas (72%). Além disso, as mães que falam sobre sua fé pessoal quase todos os dias criam filhos com altos níveis de compromisso cristão. 7 

Se você tem um forte relacionamento com Jesus, é possível que tenha uma mãe para agradecer. Talvez essa não seja sua própria mãe, mas uma mulher importante em sua vida, que assumiu um papel maternal, sua esposa ou até sua filha, enquanto você a observa compartilhar a fé enquanto ela educa seus próprios filhos. 

E para todas as mães, queremos fazer um agradecimento especial por tudo o que você faz, todos os dias. Sabemos que os dias podem ser difíceis e longos, e o papel da mãe pode ser subestimado. Queríamos dizer: reconhecemos seu trabalho, agradecemos e amamos você. Neste dia das mães, vamos compartilhar nossa gratidão pelo belo exemplo que essas mulheres especiais deram através de seu amor constante e duradouro por Deus 

Para obter mais informações sobre o estudo do Barna Group, acesse o relatório completo sobre Households of Faith [Famílias de Fé]. 

 

Criado em colaboração com o Instituto do Ministério da Igreja.

1 Barna. (2019). The powerful influence of moms in Christians' households. Retrieved from https://www.barna.com/research/moms-christians-households/

2 McClintock, D. J. (1995). Mediating contexts in transgenerational faith transmission: A qualitative study (Unpublished doctoral dissertation). Berrien Springs, MI: Andrews University

Dudley, M. D. (1984). A study of the transmission of religious values from parents to adolescents. Berrien Springs, MI: Institute of Church Ministry.

4 Barna Group, 2019 lbid

Barna Group, 2019 lbid 

UPDATE-2002, Number 7. August, 2002. http://circle.adventist.org/files/download/vg2-update-v7.pdf 

   UPDATE-2003, Number 12. September, 2003. http://circle.adventist.org/files/download/vg2-update-v12.pdf

7 Spes ChristianaValuegenesis Europe, vol. 24, 2013.

8 Barna Group, 2019 lbid

9 Gane, B. (2013). Adolescent faith that sticks. Presented at the 2013 Nurture & Retention Summit. Berrien Springs, MI: Andrews University.